A ANA



Numa época em que as pessoas ainda estranhavam que alguém sonhasse ganhar o mundo das panelas como profissão, ingressei na primeira turma do Bacharelado em Gastronomia da Univali.

Quanta mudança nesses 15 anos! Pouco tempo depois de eu ter me formado, o chef de cozinha já era visto com outros olhos. Os grandes cozinheiros – que já estavam em cena fazia tempo – ganharam o status de celebridade, o número de publicações na área aumentou, os blogs começaram a aparecer, e o público cresceu em número e exigência!

Neste tempo, também tive a felicidade de ver meu trabalho crescer com a experiência adquirida em eventos os mais diversos, e se expandir muito além da cozinha, com atividades de ensino, consultoria, treinamento e foodstyling.

Hoje posso dizer que a gastronomia se tornou muito mais que uma profissão – é o meu estilo de vida. Receber convidados, sejam meus ou dos meus clientes, está entre os meus maiores prazeres. Planejo meu chá da tarde como planejo cada evento. Cuidar de cada detalhe – as louças, as flores, a música – pensando na felicidade e na satisfação dos convivas supera toda a exaustão que acompanha esse preparo!

A emoção que envolve uma refeição ultrapassa a percepção dos aromas e sabores, é uma comunhão, um envolvimento que vai muito além da cozinha…